top of page
Buscar
  • Foto do escritormillabertier

Vamos falar de deveres?

Este assunto me intriga devido as diversas formas de pensar que constatei entre várias pessoas, dentre homens e mulheres houveram diferenças bem intrigantes, o mesmo aconteceu entre pessoas cristas praticantes e não praticantes.

Mas vamos ao assunto. Diversas pessoas possuem crenças muito arraigadas sobre o patrimônio construído por pessoas milionárias, onde há questionamentos sobre o processo de enriquecimento, influência e uso da política em benefício dos negócios.

É muito forte em nossa nação acreditar que as pessoas enriquecem de forma ilícita, sem nem ao menos ver a possibilidade de enriquecer por competência, pagando seus impostos e pelo produto de qualidade que a empresa oferece. Como parecendo impossível vencer sem que haja algum tipo de contravenção.

Partindo deste pressuposto onde a maioria esmagadora pratica atos no mínimo questionáveis para enriquecer, vem a próxima questão que resulta da primeira citada acima.

Seria aceitável, uma vez que esses empresários se tornaram milionários, agora comessem receber beneméritos, através de suas instituições, ONGs e outros?

E ainda vai além, pessoas que dizem que esses atos funcionam parecidos com as indulgências. Para quem não se recorda, foi o comércio abusivo de perdões oferecido pela igreja católica no passado, em troca de dinheiro.

Então colocando preto no branco, as pessoas podem construir seus impérios de forma ilegal, sem cumprir com seus deveres, sem cumprir com a lei, maquiando seus pagamentos de impostos, usarem dos políticos que estão à serviço do povo para benefício próprio e depois é só devolverem parte da fortuna em forma de caridade aos pobres que fica tudo certo?

Não é possível compactuar com este pensamento egoísta, ingrato, narcisista e insano. Não tem psicologia, filosofia, sociologia que me faça entender isso, e olha que sou uma pessoa que tento tirar leite de pedra direto, procuro com lupa uma forma de compreender os seres humanos.

Por fim, outras nações mais antigas já passaram por esse primeiro rudimento, conseguiram avançar por estar com a consciência coletiva em grau mais elevado, não é preconceito contra a nossa nação, é questão de idade mesmo. Claro que por todo o mundo há corrupção, afinal laranja podre tem em todo lugar.

O que quero mesmo é chamar a atenção para nossos pensamentos críticos, para a nossa formação enquanto seres éticos e que temos muitos deveres a cumprir para com a nossa sociedade, desde o começo de nossas vidas ou das nossas carreiras. Chamar a atenção para aquela caneta que se leva para casa da empresa que se trabalha, para o imposto que por ser pesado, você tenta dar um jeitinho para não pagar, e ainda critica o governo que pega o dinheiro dos impostos e não dá o retorno devido às políticas públicas e assim por diante. Vê a bola de neve!

Dever é para todos, precisamos parar de olhar o cisco do olho do nosso irmão e esquecer de dar um jeito na trave que está em nossos próprios olhos. Precisamos assumir a responsabilidade individualmente primeiro. Já ouviu falar que a mudança começa por ti e que quando você estiver melhor o mundo a sua volta melhora?

Beijos doces



56 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

2 comentarios


Patrícia Helena Tulio Farias
Patrícia Helena Tulio Farias
28 ago 2021

Post maravilhoso, tudo parte de nós mesmas❤️

Me gusta

Ana Carolina Silva Alvares
Ana Carolina Silva Alvares
28 ago 2021

Pois é, estamos diante de uma escolha: sermos firmes em nossas posturas e valores ou nos permitirmos cometer pequenos deslizes ou delitos.

Sentir-se parte do problema e co-responsável pela solução, eis aí um bom desafio.

Me gusta
bottom of page