top of page
Buscar
  • Foto do escritormillabertier

Igualdade, caminho de sabedoria:

Essa questão de igualdade, meninas, não gostaria que você olhasse por um ângulo raso, assim como a palavra empoderamento.

Muitas vezes precisamos romper barreiras dentro de nós mesmas. Veja só esse exemplo que vamos usar: um diplomata é encarregado, muitas vezes, de ir para outra nação, no qual seu país quer fazer algum tipo de acordo, mas há alguns pontos onde eles divergem.

Pensamos que o diplomata precisa ter inteligência emocional, boa comunicação, saber expor o negócio com competência e ainda ter atenção para que neste acordo não tenha pontos que possam ferir a soberania e as leis, nem da sua nem da outra nação. Trocando alhos por bugalhos...

É preciso que você, mulher, tenha clareza lá no profundo do seu ser, que mesmo que você tenha uma vida em conjunto (uma só carne), as duas partes têm direitos, desejos, sonhos e vontades que são individuais.

Pode ser que no decorrer da vida de casados, isso se emaranhou e agora você necessite achar o fio da meada. É onde vem as seguintes perguntas: É através de imposições, comunicação violenta, pirraça, etc... que vai resolver? É seu marido dizendo não para seus sonhos, e você “obedecendo” que vai resolver? É com divórcio?

Primeiro de tudo é preciso pensar no respeito. Você se respeita? Tem o respeito do seu cônjuge, dos filhos, da sua família?

São avaliações difíceis de fazermos com nós mesmas!

Você chegou até aqui, nessa leitura, é sinal que já entrou pelo caminho da expansão de consciência, está no esforço para conseguir o seu lugar de respeito no mundo.

Para isso, meu anjo, você não pode desrespeitar, isso significa muitas vezes dar um passinho para trás (não é deixar seu sonho morrer). Entrar pelo caminho da grande transformação. Mudar a forma de se comunicar, também parar de dizer sim Sr. (obediência sega). Procurar a mulher sábia que existe dentro de cada uma de nós, intuitiva, que cria um caminho onde não tem. Faz isso através do alicerce do amor, da paz, da gestão das emoções e da inteligência.

Sabemos que a sociedade patriarcal em que os homens da era passada foram criados, têm dificuldades com mulheres que querem, como posso dizer, bater de frente com eles. Isso independe de sabermos sobre direitos e taus. É uma questão social, onde a mulher de hoje sabemos, instruem-se mais pelos estudos medidos pelo IBGE, quando argumentam querem dar a última palavra, acabam muitas vezes dentro de grandes discussões, em que o homem por essa falta de instrução, acaba partindo para o destrato emocional e físico.

As leis estão ajudando na mudança desse cenário, porém, o processo é lento e só daqui algumas gerações teremos mudanças reais. Enquanto isso mulher que está trilhando comigo através das redes sociais, há um caminho paralelo até que venha a grande mudança que visa sabedoria, fé, força e foco.

Continua comigo, sigo cooperando com as mulheres que querem colocar seus sonhos no mundo e não têm apoio. Me chama através dos contatos que você acha aqui no site e só vem fazer diferente para alcançar resultado novos.

Beijos doces...


Clique e vá para p Youtube.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page